29 de jul de 2016

Tinha uma vida limitada pela obesidade


Depoimento de Aline Paim, paciente da Central Salvador







































Operei dia 26.07.2013, em Salvador/Bahia, com a Central da Obesidade. Estava com 120 kg. Atualmente, peso 73 kg.


Antes da bariátrica, eu tinha uma vida limitada pela obesidade, de vergonhas e medos. Desde criança sempre estive acima do peso. Quando entrei na adolescência, entrei também na obesidade, chegando aos 30 anos com 120 kg e passando por todo tipo de preconceitos e vergonhas que um obeso está exposto.

Aí, com o passar dos anos, a obesidade trouxe algumas doenças, além da asma, que tinha desde criança, desenvolvi também problemas ósseos e de cunho emocional, chegando a ter dificuldades para realizar tarefas simples domésticas.


Já havia tentado emagrecer de todas as formas possíveis e impossíveis, natação, academia, dietas acompanhadas por médicos e dietas malucas, medicamentos... Até o dia em que, por incentivo da minha mãe, comecei a pesquisar sobre a cirurgia bariátrica e nasceu em mim a sementinha da possibilidade de realizar. Pesquisei o currículo de alguns médicos, busquei depoimentos de pessoas que haviam sido operadas por eles. Fiz a opção por Dr. Carlos Mello, marquei a consulta e lá fui em busca do meu sonho.

Assisti a Palestra (A Central disponibiliza uma palestra mensal gratuita sobre a bariátrica), onde pude ter contato de fato com todas as informações possíveis e com pessoas que já haviam sido operadas. Foi muito bom!!!
A semente começou a germinar... Foram 7 meses de preparos, acompanhamentos com a equipe interdisciplinar, consultas com Dr. Carlos, palestras mensais, muitoooooos exames. Até que chegou o grande dia e eu, como não podia ser diferente, estava muito confiante, primeiro em Deus e depois na equipe.
Super emocionada fui encaminhada ao centro cirúrgico. Logo na entrada encontrei Dr. Carlos Mello com seu olhar acolhedor. E o sonho começou a se realizar!

Eu super indico a cirurgia, mais ressalvo que é necessário um bom acompanhamento interdisciplinar. A pessoa tem que realmente estar preparada para passar por esse processo de mudança corporal tão rápido. Preparada, também, principalmente, para ter uma alimentação limitada no pós-cirúrgico. Ter consciência de todo o processo de mudança que vai acontecer. E por fim, ter certeza que está preparada para isso tudo.

A minha vida mudou muito...A asma e todos os outros problemas de saúde deixaram de existir no momento que saí do centro cirúrgico. Comecei a perder peso e ganhar mais mobilidade. Me deparei também com todas as dificuldades normais do pós-cirúrgico, só que todas elas eram pequenas diante da imensa alegria de estar emagrecendo e tendo saúde.
Muita coisa da minha alimentação mudou. Hoje, tenho cuidado com o que eu como, luto diariamente para controlar a ansiedade e não acabar canalizando ela para a comida, aprendi a ter uma alimentação mais saudável, a mastigar melhor.

Nenhum comentário: