5 de dez de 2015

O mais importante para mim

O Natal de Rita Caldas, paciente da Central da Obesidade de Salvador/Bahia























Eu nunca me esqueço que no dia em que eu resolvi emagrecer. Eu estava com 129 kg. Era véspera do natal, eu estava no supermercado fazendo feira pra minha ceia, e tomei a decisão de emagrecer, dia 23 de dezembro de 1999.

Fui para o vigilantes do peso e quando cheguei lá todo mundo ficou admirado. Até porque o normal seria alguém decidir perder peso depois das festas. Quando cheguei em casa com a minha decisão de emagrecer toda minha família me deu apoio. Mesmo eles tendo feito uma belíssima ceia, eu só comi o que me era permitido pela reeducação alimentar. 

Nunca me esqueci, foi uma fatia de peito de peru pequena, uma colher pequena de arroz, uma colher pequena de farofa, bastante salada. Nossa, quando eu acabei de comer essa quantidade, eu me senti tão importante naquele momento! Porque só Deus e eu sabíamos o obstáculo que eu tinha acabado de pular.

Eu tinha tomado a maior e a mais séria decisão da minha vida. Vocês precisavam ver os olhares que a minha família trocava uns com os outros. Eram olhares de admiração e de felicidade. Naquela noite de natal eu fui a maior atração da festa. Eu fui a pessoa mais importante da festa. Jamais esquecerei esse meu natal. No final da festa, todos os meus irmãos falaram pra mim: parabéns, minha irmã, eu estou muito orgulhoso de você! 

Uma coisa é: hoje eu sou uma vitoriosa. Qualquer um de vocês consegue também. É só querer. No nosso caso querer é poder. Até agora eu não pensei nem um minuto na ceia, o que vou fazer, o que vou deixar de fazer. Isso pra mim é o que menos importa. Hoje, eu sou preocupada é com maiores planos: minha roupa, meu calçado, minha maquiagem, meu cabelo... Isso sim é que é importante pra mim na noite de natal. 

Rita Caldas é operada da Central há 5 anos
Perdeu 57 quilos.

Nenhum comentário: