21 de dez de 2016

Tinha muito medo de fazer a bariátrica pois ouvia as outras pessoas

Depoimento de Ceiça Barbosa, paciente de Aracaju/SE






















Meu nome é Maria da Conceição Barbosa Santos conhecida como Ceiça. Sou da cidade de Nossa Senhora do Socorro em Aracaju/SE.
Tenho 43 anos, 2 filhos e sou casada há 25 anos. Fiz a Bariátrica 1 ano e 5 meses, precisamente no dia 08/07/2015, no Hospital Tereza Lisieux, em Salvador, com Dr. Carlos Mello e sua equipe. Pesando 123.5 kg e 1,62 de altura.
Alcancei esse peso durante a minha vida de sedentarismo onde até os meus 21 anos pesava 51 kg. Antes da cirurgia tive depressão, sofria de hipertensão arterial, colesterol altíssimo, início de diabetes. Dores na coluna, artrose, o famoso bico de papagaio… sofria muito, não podia andar muito devido o sobrepeso.
Como dona de casa sofria muito por não poder fazer nada. Era uma pessoa muito triste sem ânimo, tinha vergonha de mim por ser gorda, vergonha do meu esposo por chegar a esse sobrepeso.
Eu não me aceitava, não me olhava no espelho, não me trocava na frente de ninguém, não passava na catraca do ônibus, não frequentava certos lugares por medo de ser observada por pessoas, que muitas das vezes, zombavam de mim. Eu era motivo de riso, principalmente, quando tinha que sentar em cadeira de plástico, porque tinha que colocar reforço.
Muitas vezes, os vendedores avisavam, antes que eu entrasse na loja, aqui não tem seu número. Eram muitos constrangimentos, um verdadeiro sofrimento. Eu usava tamanho XGG ou 56.
Tinha muito medo de fazer a bariátrica pois ouvia as outras pessoas. Então resolvi ouvir profissionais, ter acompanhamento com médicos especialistas, como psicológico, nutricionista, endocrinologista... Daí então por 2 anos acompanhada por especialistas resolvi operar.
Hoje estou com 1 ano e 5 meses, pesando 69 kg, e muito feliz. Não sinto mais nada, hoje tenho uma vida saudável, pratico exercícios físicos todos os dias e sou feliz no meu casamento e no trabalho. Frequento lugares que não frequentava, posso sentar em qualquer cadeira, hoje posso ir pra onde quiser de ônibus, posso entrar em qualquer loja pois uso tamanho P, número 40.

Hoje, posso dizer: recomendo a cirurgia bariátrica aos que necessitam. Existem pessoas que estão passando o que passei. Hoje sou outra pessoa rejuvenesci alguns anos e tive minha autoestima restaurada. Essa é um pouco da minha história.

Nenhum comentário: